Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Setembro, 2014

AVISO


Informamos que os telefones do AMAC estão temporariamente fora de serviço.
Para quaisquer informações ou reserva de bilhetes contate bilheteira@cm-barreiro.pt.

Read Full Post »


Domingo, dia 5 de Outubro, 15.30h – Piso 1 AMAC

DE COR&SOM

Sinestesia Ao Vivo: Pintura, Musica e Computers

hollyword on stand

Para celebrar o Para celebrar o Miguel Amaral e Ricardo Guerreiro, que ocuparam o ateliê municipal do Barreiro em 2013/14, haverá a estreia de uma performance experimental e única de sinestesia audio-visual.

A sinestesia é o particular estado em que dois sentidos são estimulados pela mesma fonte, por exemplo em que as cores e luzes emitem sons.

Em colaboração com o LabIO (Laboratório de Interação e Oralidade) as obras visuais dos artistas foram transformadas em paisagens sonoras por um processo chamado “sonificação de imagem”, e serão propostas ao público. Este processo será demonstrado ao vivo utilizando um sofwtare criado para ajudar cegos a captar a informação de cor e luz através do som.

A pintura ao vivo desenvolverá e com ela a paisagem sonora associada que será acompanhada por músicos convidados que improvisarão no momento, influenciando a criação visual.

O resultado da perfomance será uma peça visual e sonora à qual o público poderá presenciar o ato de criação e interagir com ele.

AMAC -Auditório Municipal Augusto Cabrita

Piso 1 – pequeno auditório

Read Full Post »

AMAC Júnior


blog - amac junior

Read Full Post »


Até 17 de outubro encontra-se aberto o concurso de fotografia, integrado na 1ª edição do Mês da Fotografia.

***

Consulte aqui as normas de participação:

normas de participação_concurso fotografia barreiro 2014

cartaz MF Barreiro 2014

***

A comissão de juri é constituida por:

Bruno Pelletier Sequeira (em representação do Ateliê de Lisboa)

Bruno Pelletier Sequeira nasceu em 1966 em Lisboa, onde vive e trabalha. Estudou fotografia na Escola Maumaus em Lisboa entre 1993 e 1995. Fundou o Atelier de Lisboa em 2006 onde é director, coordenador e professor.

Realizou em 1996 a exposição individual “Sunny Guest House” no Arquivo Municipal de Lisboa, realizou em 2000 na Cordoaria Nacional as exposições individuais “Panjim Inn” e “Modern Lodge”. Foi bolseiro da Fundação Oriente em 1996. Em 1994 e 1997 participou nas exposições colectivas nos Encontros de Fotografia de Coimbra (Itinerários de Fronteira, Língua Franca) e realizou a exposição individual Álbum de Família nos Encontros da Imagem de Braga de 1997. Tem trabalhos em várias colecções públicas: Centro Português de Fotografia, Encontros de Fotografia de Coimbra, Galerie du Chateau d’Eau, Arquivo Fotográfico de Lisboa, Encontros da Imagem de Braga, Fundação PLMJ.

Foi professor e responsável pelos laboratórios entre 1994 e 1997 na escola Maumaus, Foi professor (1995-2003) e coordenador (1997-1999) do departamento de audiovisuais na Escola António Arroio e professor no Ar.Co (2003 e 2004).

 ***

José Soudo – n. Lisboa 1950 (em representação do Ar.Co – Centro de Arte e Comunicação Visual)

Mestre em Fotografia Aplicada.

Docente de Fotografia e de História da Fotografia no Curso de Fotografia do Departamento de Fotografia do “Ar.Co – Centro de Arte e Comunicação Visual”, desde 1983.

Coordenador Técnico, com funções pedagógicas do Departamento de Fotografia do Ar.Co desde 1989.

Sócio co-fundador em 1982, da galeria e do projecto de animação cultural “Ether-Vale tudo menos tirar olhos”.

Membro da Comissão de Estudo para a recuperação da Casa-Estúdio Carlos Relvas, na Golegã, nomeado pelo IPPAR, em Junho de 1996.

Formador creditado, da Bolsa de Formadores do “Cenjor – Centro Protocolar para Formação de Jornalistas Profissionais”, em acções de formação para jornalistas profissionais, na área da Fotografia e do Fotojornalismo, desde 1992.

Docente na Licenciatura do CSF – Curso Superior de Fotografia, da Escola Superior de Tecnologia do – IPT – Instituto Politécnico de Tomar, desde 2002. Co-fundador do referido curso.

Membro da Comissão Executiva do “CEFGA – Centro de Estudos em Fotografia da Golegã”, desde Fevereiro de 2008.

Enquanto fotógrafo, está representado em diversas colecções oficiais e particulares, quer em Portugal, quer no estrangeiro, assim como através de livros e publicações diversas.

***

José Manuel Ribeiro (representante da Estação-Imagem)

Enquanto fotojornalista trabalhou na agência Lusa, jornal Público e nos últimos 18 anos na agêcia Reuters. Actualmente, como freelancer, é colaborador da agência France Press e do grupo Global Imagens, entre outros. O José Ribeiro tem também organizado workshops e é professor com instituições como Instituto Português de Fotografia, CENJOR e Instituto Politécnico de Abrantes.

Read Full Post »


28 Setembro| Auditório Municipal Augusto Cabrita | Sala de Ensaios

opus 7 - facebook

Num jardim de flores sonívoras, as abelhas valsam, o vento murmura e a chuva canta. As estrelas brilham e cintilam em caixas de música; os pássaros passam e param sem pressa. Uma borboleta pousa e diz que esta é a melhor forma de aprender a voar. Um jardineiro floresce e ensina a sua arte a outros cuidadores de plantas.

Read Full Post »


convite digital(1)

Read Full Post »


Local: Auditório Municipal Augusto Cabrita

Data: 20 de setembro | das 14h30 às 17h

Explorar a imaginação e a criatividade é o objetivo do Workshop “Desenhar o Imaginário” orientado por João Raz.

10606507_1499932150257706_2525536737528998411_n

Explorar a imaginação e a criatividade é o objetivo do Workshop “Desenhar o Imaginário” orientado por João Raz no dia 20 de setembro, entre as 14h30 e as 17h00, no Auditório Municipal Augusto Cabrita.

Esta atividade tem por base a realização de exercícios de desenho onde os jovens autores são convidados a expor o seu talento e a sua imaginação, no tema da Ilustração Fantástica e da Banda Desenhada, utilizando aspetos fundamentais de construção do desenho figurativo.

Estão previstas diversas atividades, nomeadamente o desenho livre de uma figura fantástica; a aplicação de técnicas de desenho simples que incluem o peso das linhas, sombras e contrastes e normas básicas de desenho.

Materiais necessários: Folhas A4; Lápis HB 2; Caneta técnica de escrita fina e precisa (Cor – Preto) e Borracha.

Público-alvo: jovens com idades compreendidas entre os 10 e os 17 anos.

Inscritos: min. 5 e max. 15
Valor da inscrição» 10€

***

EXPOSIÇÃO PATENTE AO PÚBLICO ATÉ 21 DE SETEMBRO NO AMAC   

Recorde-se que os trabalhos de João Raz podem ser apreciados na sua Exposição de Ilustração Fantástica, até ao dia 21 de setembro, no Auditório Municipal Augusto Cabrita.

***

O ARTISTA

«João Carlos Pardal Pesseto Marques nasceu em Vendas Novas a 30 de setembro de 1976. Nascido e criado no Alentejo, trocou os costumes e os cheiros característicos daquela região pela cidade do Barreiro, local onde reside há mais de treze anos.
Desde a infância que se deixou encantar pelo desenho e pela banda desenhada nas mais variadas vertentes e estilos. Desde que aprendeu a ler, tornou-se um consumidor compulsivo de revistas de banda desenhada, livros de ilustrações e Sketchbooks que, mais tarde, se tornariam os seus referenciais artísticos para sempre. O desenho fantástico é a sua paixão».

***

Auditório Municipal Augusto Cabrita
Av. Escola de Fuzileiros Navais
Parque da Cidade, 2830-150 Barreiro
Contato: 21 214 74 10
Email:
cultura@cm-barreiro.pt

Read Full Post »

Older Posts »