Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Outubro, 2008


com inauguração a 25 de Outubro, pelas 17.00h

AS MINHAS LEITURAS ( no âmbito da ilustrarte – bienal internacional de ilustração para a infância)
Ilustrações de José Manuel Saraiva
até 20 de Dezembro

Piso 0 I Entrada livre

Read Full Post »

DEZEMBRO * MÚSICA * AMAC





MÚSICA
ANIVERSÁRIO CORAL TAB
1 Dez

Seg (Feriado)

O Grupo Coral TAB conta com 54 elementos, embora, em média, nas apresentações ao público, conta com 46 ou 48 elementos.
Manuel Gonçalves é, desde o inicio do Coral TAB, o Maestro, dirigindo o Grupo Coral Adulto e o grupo Coral Infantil.

Read Full Post »


OFICINA
CONSTRUÇÃO DE MONSTROS MARINHOS
13 Dez
15:00h 4h
30 participantes M/ 6 2,5€
Programação Artemrede

Dirigida a crianças com mais de 6 anos, esta oficina consiste na colocação do jovem em contacto com uma realidade criativa distinta onde, para se alcançar a dramatização, se passa pela construção do objecto cénico: a marioneta. Esta marioneta evoca o imaginário dos monstros marinhos que povoaram e ainda estão presentes nos mapas marítimos e na mente dos marinheiros em confronto com o desconhecido do mar. Cada jovem constrói a sua própria marioneta, sendo a mesma um ponto de partida para um projecto mais alargado em torno de histórias que abordem a presença do monstro marinho.
De referir que a oficina “Construção de Monstros Marinhos” está associada ao espectáculo do dia seguinte, “Xerazade”.

TEATRO DE MARIONETAS
XERAZADE – Lua Cheia Teatro para Todos e Teatro e Marionetas de Mandrágora
14 Dez
Dom 16:00h 60’
M/ 6 5€ adultos 2,5€ crianças
Criação Artemrede

(…) “Sendo o teatro de marionetas uma das áreas artísticas mais estimulantes da actualidade, pensámos em misturá-la com a ancestral arte de contar estórias. E uma das mais conhecidas contadoras de estórias de sempre é a frágil mas engenhosa rapariga que, para salvar a sua vida, entretém um califa durante 1001 noites, narrando-lhe um nunca acabar de aventuras. O seu nome: Xerazade.
A primeira versão do livro surgiu na Pérsia, actual Irão, no século X e resultava da sua tradição oral, nomeadamente dos contadores de estórias que atraíam multidões nas ruas e mercados. Mas rapidamente se tornou um texto incontornável da cultura universal, contribuindo para o imaginário de milhões de pessoas: Sinbad, Aladino, Ali Babá e os Quarenta Ladrões são apenas algumas das estórias com que Xerazade entretinha o califa e com que tantos pais ou avós entretiveram os seus filhos ou netos.
E porque a responsabilidde era muita, rodeámo-nos de uma excelente equipa: a Lua Cheia e o Teatro e Marionetas de Mandrágora, o António Torrado para a reescrita do texto, a Carla Chambel como protagonista, liderando um elenco de carne e osso e madeira e espumas e fios e etc, e a magnífica suite sinfónica do compositor Russo Rimsky-Korsakov, cujo centenário da morte se celebra em 2008 a inspirar o ambiente sonoro criado pelo Cristiano Barata.
Deslocando o contexto de forma criativa, mas mantendo a intemporalidade de Xerazade e de Sinbad, o Marinheiro, “Xerazade não está só” é muito mais do que teatro com marionetas; é uma aventura em que cada espectador navega no seu próprio mapa do imaginário.”

Texto: António Torrado
Encenação Coordenação Geral: Maria João Trindade
Direcção Vocal: Maria João Serrão
Interpretação Manipulação: Ana Enes, Carla Chambel, Clara Ribeiro, Filipa Alexandre,
Ricardo Mondim e Sylvain Peker
Excertos Musicais: Rimski-Korsakov
Música Original Ambiente Sonoro: Cristiano Barata e Moz Carrapa

Read Full Post »







TEATRO NOVO CIRCO
CABARET MOLOTOV – Teatro de Marionetas do Porto
20 Dez

Sáb 21:30h
75’ s/ intervalo
M/ 12 5€
Programação Artemrede

Em Cabaret Molotov, deambulam coristas apaixonadas, trapezistas, clowns absurdos, músicos de sete instrumentos, homens-coelho, homens-bala, ursos ciclistas, caniches cantores, dançarinos e bailarinas que dançam ao som de valsas, tangos, polkas, tarantelas e velhas canções de Kurt Weil.
Terá o Cabaret Molotov existido, ou tudo não passará de um lugar inventado por Vladimir, o Russo, para cenário do seu amor à trapezista Matrioska?

Encenação e cenografia: João Paulo Seara Cardoso
Marionetas: Erika Takeda
Figurinos: Pedro Ribeiro
Coordenação coreográfica: Isabel Barros
Música: Gotan Project, Eric Satie, Kurt Weil, Robert Miny, Yann Tirsen
Desenho de luz: António Real e Rui Pedro Rodrigues
Produção: Sofia Carvalho

Interpretação:
Edgard Fernandes
Sara Henriques
Sérgio Rolo
Shirley Resende (instrumentista)

Read Full Post »

DEZEMBRO * CINEMA * AMAC


Patti Smith, Dream of Life, de Steven Sebring
4 Dez
Qui 21:30h preço: 2,5€
2008, EUA , 109’

Patti Smith – Dream Of Life é um mergulho na filosofia e na arte da lendária rocker Patti Smith. O realizador Steven Sebring traça um retrato da cantora, artista e poeta explorando temas como a espiritualidade e a história. Conhecida como a “madrinha do punk”, Patti Smith surgiu no início da década de 70, entusiasmando a cena musical daquela época com o seu estilo singular.

Os Fragmentos de Tracey, de Bruce McDonald
11 Dez

Qui 21:30h preço: 2,5€
2007, Canadá, 77’
Com: Ellen Page, Ari Cohen, Maxwell McCabe-Lokos

Tracey Berkowitz, de quinze anos, está nua sob uma cortina de chuveiro na parte de trás de um autocarro, à procura do seu irmão Sonny, que pensa que é um cão. O percurso de Tracey leva-nos para o interior escuro da cidade, para a latrina emocional do seu lar, pela brutalidade da sua escola secundária, os jogos clínicos de gato e de rato com o seu psicólogo e as suas fantasias voadoras com Billy Zero – o seu namorado e salvador do Rock’n’Roll. As suas viagens também a põem em contacto com os habitantes mais desligados. Como Lance, aquele que seria o seu salvador mas que acaba por meter a sua vida em perigo. A história de Tracey começa a cruzar a verdade com mentiras, esperança com desespero enquanto nos aproximamos da verdade de como Sonny desapareceu…

Nada Meiga, de Jeanne Waltz
18 Dez

Qui 21:30h preço: 2,5€
2007, França/ Suiça, 84’
Com: Isild Le Besco, Lio, Steven de Almeida

Frédérique, a quem todos chamam apenas Fred, é enfermeira numa pequena cidade suíça, junto à fronteira com a França. Descontente com ela própria, revoltada com o mundo, é assaltada por pensamentos suicidas, mas no calor do momento acaba por atingir o estudante Marcos. Os dois reencontram-se no hospital, sem que ele suspeite que foi ela a causadora dos seus ferimentos. Fred começa então a descobrir afinidades com o jovem estudante. Emocionalmente instável, as suas atitudes não conhecem o meio-termo.

Read Full Post »

EXPOSIÇÕES * AMAC



continua…

até 30 de Novembro

CORAÇÃO DE MÃE (no âmbito da ILUSTRATE – bienal internacional de ilustração para a infância)
Ilustração de Bernardo Carvalho
(texto de Isabel Martins, Planeta Tangerina, 2008)

Destinado a complementar o álbum Pê de Pai, dos mesmos autores, Coração de Mãe propõe-se agora dar conta da especificidade da relação entre mãe e filho, explorando, a partir do ponto de vista da mãe – e do seu coração especial – diferentes reacções e sentimentos em relação aos filhos. Retratando com fidelidade o ponto de vista maternal e afectuoso do coração materno, autora e ilustrador recriam as várias formas como a mãe interage com o filho. As ilustrações exploram a dimensão simbólica e metafórica que caracteriza o texto, recriando as várias situações propostas. De acordo com os autores, o coração da mãe distingue-se pelo facto de estar sempre em sintonia com o filho e com as cambiantes do seu comportamento. Com recurso a uma técnica muito simples, que explora os jogos de formas e de cores, o ilustrador procura criar cenas e cenários reconhecíveis, promovendo a identificação de mães e filhos, leitores que podem e devem partilhar a leitura de mais este álbum da Planeta Tangerina.

Piso 0 I Entrada livre

Read Full Post »

NOVEMBRO * DANÇA * AMAC


COMPANHIA PORTUGUESA DE BAILADO CONTEMPORÂNEO
Apresenta: Euridice e o Instante, Finale e Veneno

1 Nov
21:30h

Fundada em 1997 por Vasco Wellenkamp e Graça Barroso, como companhia de reportório original, a Companhia Portuguesa de Bailado Contemporâneo (CPBC) teve como princípio gerador a constituição de um espaço para a criação contemporânea.
Com um reportório exclusivamente criado para si pelo seu director artístico e por coreógrafos convidados, colaborando com artistas de diferentes áreas e com um grupo de bailarinos de grande qualidade técnica e artística, a CPBC conquistou ao longo da última década uma excepcionalidade e uma reputação na dança contemporânea que é hoje reconhecida internacionalmente. Desse reportório destacam-se as obras de Vasco Wellenkamp, Nils Christe, Rui Lopes Graça, Gagik Ismailian, Henri Oguike, Nathalie Bard, Tíndaro Silvano, David Fielding, Rami Levi, Darshan Singh Buhller, Ronald Malzer, Jan Linkens, Benvindo Fonseca, Barbara Griggi e Pedro Goucha Gomes.

Read Full Post »

Older Posts »