Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Maio, 2007


Integrado na Programação da FEIRA PEDAGÓGICA

Ninguém escapa ao sonho de viajar, de pegar numa mala e conhecer novos lugares e novos amigos. Porém, a viagem nem sempre é fácil.
Entre peripécias, encontros e desencontros, tristezas e alegrias, é fundamental reconhecer em cada situação e em cada pessoa algo de especial…
Liliana Mendonça

Coreografia, cenografia e figurinos: Liliana Mendonça
Música: Colagem Musical
Luzes: Galina Lukianovch
Bailarinos: Susana Lima Guzman Rosado Ricardo Teixeira Miguel Carvalho

01JUN07 :: AMAC :: M/4

45′ aprox. :: 15h00
Entrada Livre – mediante marcação :: Público alvo COMUNIDADE EDUCATIVA
bilheteira: 21 214 7410 (encerra à 2ª feira)

Read Full Post »


 

Read Full Post »


Domingo :: 27 de Maio :: 16:00h
“Ping, o pássaro que não sabia voa”

AMAC JÚNIOR
Títeres de Maria Parrato, espectáculo de marionetas
Duração: 40’ s/intervalo :: Ingressos: 2€ (preço único), espectáculo de lotação limitada :: M/3
Programação ARTEMREDE

Ping nasce, sozinho, sem referências, não sabe quem é.
Sonha em voar com outros pássaros. Essa ânsia e os contrastes do mundo que o rodeia levam-no a definir aquilo que deseja, a descobrir a sua essência.
Ao descobrir-se observando esse mundo, sente-se muito feliz e a sobrevivência transforma-se num jogo muito divertido.

Ficha Artística e Técnica
Autoria María José frías y Nuria Aguado :: Encenação Colectiva :: Manipulação Interpretação María José Frías Nuria Aguado Mercedes Herrero :: Luz Miguel Zabaleta :: Fotografia Chema Castelló :: Grafismo Simone Nicotra :: Técnica Luz e Som Miguel Zabaleta :: Divulgação Títeres de María Parrato [María José Frías o Mauricio Zabaleta] :: Produção Títeres de María Parrato :: Com a colaboração INAEM, da Junta de Castilla y León e da Fundación Siglo para las Artes

mais informações em www.mariaparrato.com

Read Full Post »


1970 – JP SIMÕES

Após de ter deixado a sua marca na melhor música feita em Portugal, nos últimos 10 anos, como um dos mentores de projectos como os Belle Chase Hotel e Quinteto Tati, JP Simões, inicia com “1970” uma carreira a solo que se prevê brilhante, quer pela qualidade extrema da sua escrita, quer pela inquestionável personalidade da sua voz.

Neste trabalho a solo, JP Simões assume, pela primeira, vez a totalidade do processo criativo, escrevendo músicas, letras e assumindo os arranjos e a produção musical do disco.

“1970” é uma obra que coloca JP Simões na trilha dos melhores cant’autores da música portuguesa.

26MAI07 :: AMAC :: todos
90′ aprox. :: 21h30
5€ preço único
bilheteira: 21 214 7410 (encerra à 2ª feira)

Read Full Post »


Decorreu no passado dia 05 de Maio pelas 17h00 a inauguração da exposição “A ARTE DE MARIA KEIL” que contou com a presença da artista.

Da inauguração fica esta ideia lançada por Maria Keil sobre si mesma:

“de mim fala a minha obra”
Sessão de Inauguração

Maria Keil e Matilde Rosa Araújo

Visita à exposição

Read Full Post »


É já em Maio que o Auditório Municipal Augusto Cabrita receberá a extensão do festival INDIELISBOA2007.
Esta edição conta com a apresentação de 2 filmes para o público em geral e uma sessão de 10 curtas metragens para a “pequenada”, sessão integrada na programação AMAC JÚNIOR.

Read Full Post »


Sexta :: 11 de Maio :: 21h30h:: M/12

ANALOG DAYS de Mike Ott
Estados Unidos, 2006, Ficção

Extensão Festival de Cinema IndieLisboa 2007
Duração: 80’ s/intervalo :: Ingressos 2,5€ (preço único)


Newhall, Califórnia está a cerca de 30 milhas a norte de Los Angeles. É um lugar onde a juventude trabalha em armazéns de vídeo, frequenta a escola pública, luta com homens do povo e citadinos, e faz o seu melhor para entender a política, as próprias carreiras, e a sua vida amorosa.

Read Full Post »


Sábado :: 12 de Maio :: 21h30 :: M/12

LA ANTENA (The Aerial) de Esteban Sapir
Argentina, 2007, Ficção
Extensão Festival de Cinema IndieLisboa 2007
Duração: 120’ s/intervalo :: Ingressos 2,5€ (preço único)

Um imaginativo conto a preto e branco sobre o poder da voz humana, ambientado numa metrópole governada pelo impiedoso Mr. TV. A cidade não tem voz e ele monopolizou as palavras e a imagem. As pessoas vêem televisão e comem os repastos televisivos produzidos pelo Mr. TV. Mr. TV está a trabalhar num plano sinistro que envolve uma máquina hipnótica que funciona através da televisão para assegurar que doravante a vida seja inteiramente controlada por ele. Para o conseguir, rapta a única pessoa que ainda tem A Voz – uma esplendorosa cantora.

Read Full Post »


Domingo :: 13 de Maio :: 11h00h :: M/5
10 FILMES PARA FICAR FELIZ


AMAC JÚNIOR
INDIEJUNIOR – Extensão Festival de Cinema IndieLisboa 2007
Duração: 50’ s/intervalo :: ingressos: 1,5€ (preço único)


A carta do padre
(The Parrish Letter)
de Cat Little, Irlanda, 2006, 3’, animação
Está tanto frio neste Inverno que já ninguém vai à igreja. Preocupado, o Padre resolve inventar uma maneira de manter quentinhos os seus visitantes…

Miriam e a inundação
(Miriam and the flood)
de Riho Unt, Estónia, 2006, 5’, animação
Miriam, o seu irmão e Hen, a galinha de estimação, estão sozinhos em casa a ver patos a nadar na televisão. Como Hen ficou com ciúmes dos patos, Miriam resolveu dar-lhe banho na banheira, e inicia-se a uma série de peripécias que felizmente terminam bem.

A terra da sucata
(Scrapland)

de Dino Sato, Japão, 5’, animação
Animais feitos de materiais reciclados vivem uma série de aventuras numa terra com um aspecto muito especial.

Fofinha
(Fluffy)

de Mivuki Echigoya, Japão, 5’, animação
Uma menina muito fofinha brinca com o seu gato. Infelizmente, fazem algumas asneiras e os dois são postos de castigo. Mas a menina sabe como resolver o problema…

Cuidado, as portas vão abrir!
(Caution, the Doors Are Opening!)

de Anastasia Zhuravleva, Russia, 2005, 5’, animação
Um dia, no metro, um botão apaixona-se por uma menina-botão. Mas o metro estava cheio de botões e alfinetes e ele perde-a de vista quando as portas abrem. Será que vai voltar a encontrá-la?

CONCERTO PARA UMA TORTA DE CENOURA
(Concert for a carrot pie)

de Heiki Ernitsa e Janno Põldma, Estónia, 2002, 11’37”
O mote é dado por uma orquestra de gatos que nos apresentam uma avozinha que decide preparar uma torta de cenoura e manda o avô e os
netos para o campo, apanhar cenouras. Enquanto isso, a avó vai estender a roupa lavada e ao tentar livra-la dos mosquitos, acaba a flutuar num caixote no meio do lago. O avô e as crianças vão, então, à procura da avó…

CAPITÃO BLIGHT
(Captain Blight )

de Derek Roczen, Alemanha, 2003, 4’
O Capitão Blight viaja num barco equipado com um canhão. O que acontecerá quando as balas, prontas a serem disparadas, se recusarem a tal? Elas não querem fazer a guerra, sabem que é uma coisa terrível, por isso, ainda que assustadas, organizam-se e conseguem fugir do barco num pequeno bote, deixando o capitão em maus lençóis…

A CAVE
(The depot)

de Esben Tønnesen, Dinamarca, 2003, 6’ (não é animação)
Quase todos, em algum momento, tivemos medo do escuro. Por isso, este breve conto é uma boa lição sobre como vencermos os nossos medos. Nis, um menino de sete anos não queria mesmo nada ir à cave buscar as bolas para a aula de ginástica. Mas também não quer passar por “medricas” e é a sua coragem que acaba por transformar o depósito escuro numa grande vitória.

AS MENINAS NÃO ARROTAM
(Girls don’t belch)
de Lina Linde, Suécia, 2003, 3’ (não é animação)
Um dia, na escola, Mia é advertida que não deve arrotar em público. Com isso, ela descobre que há coisas que os rapazes podem fazer e as raparigas não. Mas será sempre assim?

LADRÃO DE SONHOS
(Dream thief )
de Gaku Kinoshita, Reino Unido, 2003, 3’
Para onde vão os nossos sonhos? Quem os roubou? E porque é que temos pesadelos, às vezes? São as respostas a estas perguntas que uma menina vai tentar descobrir, correndo todos os perigos de ir atrás do ladrão de sonhos.

Read Full Post »


Domingo :: 6 de Maio :: 16:00h
“Era uma vez, talvez outra vez”
AMAC JÚNIOR
Companhia Passos e Compassos, espectáculo de Teatro e Dança
Duração: 60’ s/intervalo :: ingressos: 2€ (preço único) :: M/3
Programação ARTEMREDE

A mais recente peça da DançArte para os mais novos, introduz uma nova abordagem e um novo desafio, uma vez que o público também vai ter um papel activo no decorrer da acção; as crianças são convidadas a participar, a dar opiniões e a fazer opções.
Em cada espectáculo a peça será diferente, os interpretes acompanham as escolhas em tempo real, tornando o momento uma partilha constante e bastante exigente.
A peça gira em torno de uma criação, dos passos, processos e possibilidades para a construção de um espectáculo e pretende aproximar o público do mundo dos bastidores. É uma peça divertida, com alguns ingredientes já conhecidos do público, mas também com outros sem sentido que farão com que a peça seja apresentada de forma informal. É intenção dos criadores que a peça seja um momento de boa disposição para todos os envolvidos.


Ficha Artística e Técnica
Coreografia Figurinos Sofia Belchior [colaboração dos intérpretes] :: Composição Musical Desenho de Luz António Machado :: Cenografia António Machado Sofia Belchior :: Interpretação DançArte – Companhia residente no Teatro S. João, Palmela :: António Machado Carlos Custódio Erica Amaro :: Joana Chandelier Sofia Belchior Sofia Crispim :: Produção Passos e Compassos DançArte :: Apoios Câmara Municipal de Palmela :: Estrutura Financiada por Ministério da Cultura/Instituto das Artes
mais informações em www.passosecompassos.pt

Read Full Post »