Feeds:
Artigos
Comentários


Luis caracol


CARTAZ rita jp pais palavra falada


cartaz (2)


Alunos do 2º ano da EB Telha Nova 1 assistiram, hoje, ao Teatro de Sombras “A GOTA D’ÁGUA”, inserido no programa do Mês do Teatro e nas Comemorações dos 80 anos do abastecimento de água pública do Barreiro.

Tendo como público-alvo os alunos do pré-Escolar e 1º e 2º ano do 1º ciclo, o Técnico CMB João Gomes explica, nesta ação, através de um teatro de sombras (com uma personagem principal – a gota de água – e vários objetos), o ciclo da água e dicas para poupar este bem precioso para a humanidade.

Atividade gratuita, mediante inscrição prévia – 212 068 230 ou bilheteira@cm-barreiro.pt

Consulte a programação completa do Mês do Teatro em http://www.cm-barreiro.pt/frontoffice/pages/792?news_id=6165


A partir do dia de hoje, na compra de um bilhete oferta de outro. Promoção válida apenas na bilheteira do AMAC e do Posto de Turismo.

4 março | sábado | 21h30 | Auditório Municipal Augusto Cabrita

Ingressos: 10 €

shot-radiofonico_web

Informações: 212 068 230 ou bilheteira@cm-barreiro.pt

 

Público-alvo: M/6
Duração 60 min.

A rádio é, talvez, o meio de comunicação que mais valoriza a palavra. Até mais do que a imprensa. Na rádio, a palavra tem de chegar ao ouvinte de forma clara, na sua primeira forma. Não se “relê”, como num jornal ou num livro. Diz-se e ouve-se. Pronto.
A primeira edição de “Contos do Gin-Tonic” viu a luz do dia no início dos anos 70. Mário Viegas foi o grande divulgador destes textos de Mário-Henrique Leiria. O actor e o autor são quase indissociáveis – e eis a razão da alegria de termos estreado esta leitura encenada na casa do autor (a Companhia Teatral do Chiado e a sala do Teatro Mário Viegas), a quem agradecemos este acolhimento. A decisão de nos atrevermos neste universo prende-se com o facto de me ter deparado muitas vezes com a pergunta “Mário, quê?”, quando me referia ao autor. E também com o facto de, infelizmente, os seus textos continuarem a fazer todo o sentido. São um hino de ironia e de humor negro. Uma sátira às instituições e ao quotidiano.
Como não somos “nêsperas”, aqui estamos. Trazendo as palavras para a rádio e a rádio para o palco. Rádio ao vivo. Um “shot” de gin. Tónico. Para fazer cócegas à inteligência e às consciências. Para “ouver”. Uma Leitura radiofónica nos anos 70. Hoje. Sempre que for necessário (re)lembrar.
Disfrutem.

Luísa Ortigoso


12 MARÇO | DOMINGO | 2 sessões: 16h00 e 17h00

IMÁGINI, pela Companhia Passos e Compassos

Espetáculo de dança para bebés dos 0 aos 36 meses

Duração 45 minutos

Ingressos: 3 €

 

16729351_1842411132676471_6011912067916693496_n

1, 2, 3, Ação!
Silêncio, Luz, Câmara…
Minhas senhoras, meus senhores e excelentíssimos BEBÉS, bem-vindos!…
Imágini é um mundo de imaginação, ilusão e fantasia, onde a película se desenrola entre o romance, a fantasia ou a animação.
Nos bastidores do cinema, histórias para rir e para chorar ao som do megafone e ao ritmo da claquete.
Repleto de surpresas e em constante transformação, Imágini convida-vos… a ver, ouvir e sentir. Convida-vos a contemplar, dançar e fazer amigos.
Apreciem, disfrutem e divirtam-se!

Reserva e venda de ingressos
Bilheteira AMAC – 21 206 82 30 | Horário: 3ª a domingo, das 14h00 às 20h00
Posto de Turismo – 21 206 82 87 | Horário: 3ª a sábado, das 9h30 às 13h00 e das 14h30 às 18h00


Leitura encenada de “Contos do Gin Tonic”, de Mário-Henrique Leiria, com Luísa Ortigoso

LOCAL: Auditório Municipal Augusto Cabrita | Barreiro

Ingresso:10,00€

Informações e reservas: 212 068 230 ou bilheteira@cm-barreiro.pt

shot-radiofonico_web

Público-alvo: M/6
Duração 60 min.

A rádio é, talvez, o meio de comunicação que mais valoriza a palavra. Até mais do que a imprensa. Na rádio, a palavra tem de chegar ao ouvinte de forma clara, na sua primeira forma. Não se “relê”, como num jornal ou num livro. Diz-se e ouve-se. Pronto.
A primeira edição de “Contos do Gin-Tonic” viu a luz do dia no início dos anos 70. Mário Viegas foi o grande divulgador destes textos de Mário-Henrique Leiria. O actor e o autor são quase indissociáveis – e eis a razão da alegria de termos estreado esta leitura encenada na casa do autor (a Companhia Teatral do Chiado e a sala do Teatro Mário Viegas), a quem agradecemos este acolhimento. A decisão de nos atrevermos neste universo prende-se com o facto de me ter deparado muitas vezes com a pergunta “Mário, quê?”, quando me referia ao autor. E também com o facto de, infelizmente, os seus textos continuarem a fazer todo o sentido. São um hino de ironia e de humor negro. Uma sátira às instituições e ao quotidiano.
Como não somos “nêsperas”, aqui estamos. Trazendo as palavras para a rádio e a rádio para o palco. Rádio ao vivo. Um “shot” de gin. Tónico. Para fazer cócegas à inteligência e às consciências. Para “ouver”. Uma Leitura radiofónica nos anos 70. Hoje. Sempre que for necessário (re)lembrar.
Disfrutem.

Luísa Ortigoso

Consulte a programação completa do MÊS DO TEATRO 2017 em http://www.cm-barreiro.pt/frontoffice/pages/792?news_id=6165

Mais informações: 212 068 230 ou cultura@cm-barreiro.pt