Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Abril, 2007

Zorba The Greek


Quem não se lembra das famosas músicas de cinema, como “Zorba-o Grego”, composta por um grande vulto da música grega Mikis Theodorakis, ou a muito popular canção dos anos de 60, Nunca aos Domingos, do filme com o mesmo título e interpretada pela inesquecível Melina Mercouri. Teremos oportunidade de relembrar a arte destas grandes figuras durante a tournée da orquestra grega Estoudiantina, que visita Portugal de 8 de Junho a 16 de Junho, estando presente no Barreiro, no dia 8 de Junho de 2007, no AMAC.

Anúncios

Read Full Post »


Maria Keil nasceu em Silves no dia 9 de Agosto de 1914.
Frequentou o curso de Pintura da Escola de Belas Artes de Lisboa.
Em 1933 casou com o arquitecto Francisco Keil do Amaral.

Na área da ilustração de livros para a infância ilustrou mais de 30 obras, destacando-se a longa parceria com Matilde Rosa Araújo. Ilustrou também obras para adultos de vários autores e textos da sua autoria. Ilustrou igualmente para publicidade e imprensa.

A azulejaria foi outra das áreas em que se notabilizou. Projectou o revestimento das primeiras 9 estações do Metropolitano de Lisboa e criou painéis para a Av. Infante Santo em Lisboa, para os escritórios da TAP em Paris e Nova Iorque, para a União Eléctrica Portuguesa, para o Aeroporto de Luanda, etc.

Expôs regularmente em exposições, individuais e colectivas.

A inauguração contará com a presença da artista.

Também neste dia terá lugar o lançamento do livro “A árvore que dava olhos”, com ilustrações de Maria Keil e texto de João Paulo Cotrim.

05 de Maio de 2007 :: Galeria Piso 0
17h00
Patente ao Público até 31 de Julho de 2007 de 3ª a Dom. das 17h00 às 22h00

Read Full Post »

ENSALADAS | música


Sábado :: 05MAI07 :: 21h30
ENSALADAS :: reservas pelo telefone 21 214 7410
Coro PÚBLIA HORTÊNSIA, espectáculo cénico-musical e teatro de marionetas

Música de Mateu Fletxa e Cenas do AUTO DA BARCA DO INFERNO de Gil Vicente
Duração 75′ s/intervalo :: ingressos 5€ (preço único) :: M/6

ENSALADAS” é um espectáculo cénico-musical inspirado em três ensaladas de Mateu Fletxa – La Justa, La Bomba e El Fuego – que conjuga o canto e as suas histórias com a riqueza visual do Teatro de Marionetas e cenas do “Auto da Barca do Inferno” de Gil Vicente.

Os “viventes”, habitantes deste mundo, representados pelo coro, movimentam-se entre o Céu e o Inferno, relatando as suas experiências: o temor dos condenados e a esperança da redenção, seja como participantes ou como espectadores, marionetas do seu próprio destino. Relato de viagens físicas ou “interiores”, a narrativa é centrada na eterna batalha entre o Bem – personificado por Adão, Cristo/Deus de Israel ou a Virgem Maria, e o Mal – incarnado pelo Diabo e seus arrais/acólitos. É através da interacção destes personagens que são criados os ambientes e elementos cénicos do espectáculo como as barcas, a floresta, o cais ou o mar.

Contos renascentistas marcados pela ingenuidade, ironia e humor, concluídos invariavelmente com preceitos moralizantes, sempre actuais.
Venha o Diabo, e escolha…

FICHA TÉCNICA E ARTÍSTICA
Paulo Brandão direcção musical :: José Carlos Garcia encenação :: Nádia Santos assistente de encenação :: Raul Constante Pereira / Limite Zero autoria das marionetas :: Mafalda Estácio figurinos :: Mário Pereira desenho de luz :: Idalina Correia costureira :: Raúl C. Pereira, Rosário Matos, Hernâni Miranda, Fernando Silva
construção das marionetas
João Mateus corneto :: Isabel Monteiro flauta :: Helder Rodrigues sacabuxa :: José Mateus viola da gamba :: André Barroso alaúde :: João Barroso percussões
Teresa Manzoni, Hugo Silva, Leonor Pereira, Fernando Santos produção

CORAL PÚBLIA HORTÊNSIA
AnaBela Covão, Carla Martins, Cláudia Ribeiro, Leonor Pereira, Margarida Carvalho, Sara Ribeiro, Sofia Vilhena sopranos
Carmo Burnay, Helena Romão, Joana Paes, Luísa Borges, Paula Fonseca, Rita Simôes contraltos
Alberto Costa, César Guerreiro, Manuel Falcão, Nuno Nogueira, Osvaldo de Sá tenores
Fernando Brandão, Fernando Santos, Francisco Gonçalves, Hugo Silva, Luis Calado, Luis Paes, Pedro Lucas, Pedro Vaz baixos

Read Full Post »


20ABRIL :: 21h30 :: M/12
CINEMA :: COMEMORAÇÕES DO 25 de Abril
Duração 148′ c/intervalo :: Ingressos ENTRADA LIVRE, mediante levantamento de ingressos

UM OUTRO PAÍS – SÉRGIO TRÉFAUT
1998 – 60’

Sinopse
A revolução dos cravos vermelhos em Portugal? A última revolução romântica do século, para muitos uma impensável ameaça comunista, para outros um laboratório de sonhos e política, um espaço excitante para jovens e talentosos fotógrafos e realizadores. Pessoas como Sebastião Salgado, Glauber Rocha, Robert Kramer, Dominique Isserman, Santiago Alvarez, Pea Holmquist, Jean Gaumy, viajaram até Portugal e aí viveram até a festa terminar. O que resta desta inesquecível experiência?

25 DE ABRIL – UMA AVENTURA PARA A DEMOKRACYA – EDGAR PÊRA
2004 – 16’

Sinopse
“É um filme sobre o fim do fascismo e o 25 de Abril, visto a partir das ruas e dos rostos das pessoas. Mais do que mostrar a revolução militar, revela a adesão popular ao movimento. Imagens e sons do passado (a ditadura e a libertação) misturam-se com imagens e sons do presente (manifestações de apoio à independência de Timor).

INTERVALO


NATUREZA MORTA – SUSANA SOUSA DIAS
2005 – 72´

Sinopse
“Natureza Morta” é um filme sobre a época de Estado Novo que propõe um novo olhar e uma releitura das imagens captadas durante os 48 anos da ditadura portuguesa… Galardoado com o prémio Atalanta Filmes para Melhor Documentário Português no DocLisboa 2005. O júri considerou-o “um documentário valiosíssimo do passado do presente e do futuro”, que “assume uma linguagem universal criando espaço para que o espectador reflicta e crie as suas próprias interpretações num tema extremamente sensível para todos os portugueses”.

Read Full Post »


31 de MARÇO de 2007

ilustrações de GÉMEO LUÍS :: texto de MATILDE ROSA ARAÚJO

A BONECA PALMIRA” mostra o mais recente trabalho do ilustrador Gémeo Luís para o novo livro da escritora Matilde Rosa Araújo, publicado pelas Edições Eterogémeas e cujo lançamento teve lugar no dia da inauguração com a presença da escritora e do ilustrador.

Gémeo Luís foi galardoado em 2006 com o Prémio Nacional de Ilustração, pelo livro “O Quê Que Quem – notas de rodapé e corrimão”, com textos de Eugénio Roda (Edições Eterogémeas). Recentemente, foi seleccionado para a Exposição dos Ilustradores da Feira do Livro Infantil de Bolonha de 2007 (“Bologna Children’s Book Fair”) o mais importante certame internacional subordinado a esta temática.

A exposição estará patente ao público até 15 de Abril de 2007, no seguinte horário:

3ª a 6ª feiras das 09h00 às 13h00 :: das 14h00 às 19h00 :: das 20h00 às 22h00Sábado e Domingo das 14h00 às 19h00 :: das 20h00 às 22h00

Informações: 212 141 319 / ilustrarte@ilustrarte.net / http://www.ilustrarte.net/

Read Full Post »