Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Cin’ Category


Danação, de Béla Tarr

Quinta-feira, 13 de Novembro, 21h

 

LOCAL: Cineclube do Barreiro

ENTRADA LIVRE

 

bela tarr

Título original: Kárhozat

Realização: Béla Tarr

Diretor de Fotografia: Gábor Medvigy

Género: drama

Língua original: húngaro

Legendagem: português

Classificação: M/12

Hungria, 1988, preto e branco, 120 min.

Elenco

Gábor Balogh, János Balogh, Péter Breznyik Berg, Imre Chmelik, György Cserhalmi, Zoltán Csorba, József Dénes, Zoltán Farkas, Gáspár Ferdinándy, Jenõ Gaál, János Gémes, Károly Hunyadi.

Maldição_Damnation-3

Sinopse

Danação é o filme que trouxe o reconhecimento mundial a Tarr. É a história de Karrer, um desgraçado que se apaixona por uma cantora de cabaret casada numa cidade mineira húngara. Sonha com uma vida melhor com ela e acaba por envolver o marido num esquema, para conseguir mais tempo com a mulher, mas o plano corre mal.

Béla Tarr

Béla Tarr nasceu em 1955 em Pécs, na Hungria, mas cresceu em Budapeste, numa família ligada ao cinema e ao teatro. Aos dez anos, foi levado pela sua mãe a um ‘casting’ da televisão nacional húngara (MTV – Magyar Televízió). Foi seleccionado para o papel de filho do protagonista numa adaptação da novela de Tolstoy A morte de Ivan Ilitch. Depois dessa experiência, foram poucas as ocasiões em que Tarr trabalhou como actor, uma vez que, desde cedo, quis dedicar-se à filosofia, ao mesmo tempo que encarava o cinema como um hobby. Porém, acabou por se dedicar mais intensamente à realização, após ter sido afastado da universidade, na sequência de uma série de curtas-metragens de 8 milímetros que produziu enquanto jovem, sobretudo pequenos documentários sobre a situação dos trabalhadores e dos pobres nas zonas urbanas da Hungria.

Com a ajuda do teórico do cinema e seu amigo Béla Balázs, Tarr criou condições para realizar a sua primeira longa-metragem, Családi tűzfészek, em 1977. Prosseguiu os estudos em cinema na Escola de Teatro e Cinema da Hungria no início dos anos 1980 e, a partir de 1982, ano em que produz uma adaptação de Macbeth para a televisão húngara, dá-se uma viragem profunda no seu trabalho. O filme tinha apenas dois planos, um de cinco minutos e outro de 67, o que apontava para a incorporação de uma forte influência de realizadores como Andrei Tarkowsky. Tarr, no entanto, considera Rainer Fassbinder a sua principal influência. Tem na sua filmografia um vasto e internacionalmente reconhecido conjunto de títulos, dos quais se destacam Danação (1988), Tango de Satanás (1994), As harmonias de Werckmeister (2000) e O cavalo de Turim (2011).

 

 

***

Próximas sessões do ‘Mês da Fotografia’:

– 20 de Novembro, 21h – Estrada de Palha, de Rodrigo Areias
– 27 de Novembro, 21h – Yojimbo, de Akira Kurosawa

 

***

Mais informações:

http://ccbarreiro.blogspot.pt/

cineclubebarreiro@gmail.com

 

 

 

Read Full Post »